segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

A paz não cai do céu sozinho.




                Muitos irmãos desejam a Paz com muito fervor, boa parte das orações ao senhor pede-se paz. A paz é uma condição ao qual temos o poder de usufruir dentro da nossa vontade.

                Quando pedimos ao Pai paz, certamente a mesma não vira num passo de magica, nosso Senhor nos colocara em situações de se viver a Paz, o restante é conosco.

                No cotidiano da sociedade encarnada e mesmo desencarnada, muitos tumultuam a condição de sossego e de paz numa disputa e em vaidades perversas e alheias ao mal estar da vivencia, irmãos não conseguem desvencilhar as provocações do astuto maligno e se entrega as ulceras da discórdia e das maledicências e principalmente nos julgamos precipitados e injustos.

                Muitas vezes ceder a chantagens, provocações é perder-se num lamaçal de guerra, onde quem não abre mal de uma discussão acaba provocando a bestialidade das futilidades e mesmo se entregando aos destemperos, podendo causar inclusive a peste das doenças e das inimizades evitáveis. Podemos evitar muitas discórdias, para isto é importante saber lidar com as vaidades pessoais, que é a grande responsável pela desestrutura do planeta.

                Entendemos não ser fácil lidar com pessoas diferentes, afinal somos todos individuais, mesmo habitando um lar, uma família, somos seres isolados, jamais seremos padronizados numa única vertente, há quem consegue se perder nas prisões alheias do pensamento e de uma verdade questionável, mesmo assim, somos um vivendo em um mundo em meio a outros mundos.

                Busque a paz, as condições lhe foram dada.

                Dr. Bezerra de Menezes
               
               

               
               


                

Nenhum comentário:

Postar um comentário