quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Multiplicar nossas ações em Cristo




Uma das mais fascinantes obras de nosso amado Jesus Cristo quando confundiu-se a vida física em nosso planeta com todos seus habitantes e vivenciando as fraquezas humanas em toda sua plenitude, foi a multiplicação dos alimentos a grande massa que se fazia faminta, 5 pães e 2 peixes multiplicados pela missão se alimentar aos solicitantes. 

            Não há de negar a superioridade do Messias, não a superioridade material, não a superioridade hierárquica, mas sim a sensibilidade de amor incondicionalmente a todos sem olhar os defeitos particulares, sua única missão é salvar as almas dos abismos e do sofrimento e fortalecer aqueles que estão no conforto da alma.
          
         Com muito pouco pode se fazer muito, multiplicar esperanças, amor, sensibilidade. Nossa vida irmãos é referencia ao semelhante, de aprendizado e ensinamento, não haverá quem detém toda verdade, nem quem pratique todo pecado, o equilíbrio emana cada ser. A balança da vida esta sim que devemos nos preocupar, para qual sentido ela mais se pesa? Esta avaliação nos cabe analisar.
        
         Quando nossa balança pesa pelo negativo, muitas oportunidades se pesam diante da vida, onde muitos se enterram numa areia movediça que nos puxa continuamente, até consumir todos os sentidos. Mas devemos sempre contar com auxilio de um irmão a nos puxar desta realidade e sacudir tudo e renovar o sentimento. Pois muitos irmãos se encontram em abismos por vezes impossíveis de serem resgatados, mas nada como um irmão propositalmente atendo para nos salvar.
         
     Para não nos enterramos neste mal sempre haveremos de multiplicar nossas ações voltadas ao bem supremo, não há como neste planeta viver sem as ásperas ações do mal, há sim as escolhas.  Multiplicarmos na vida, o amor, o sentido de bem, a sensibilidade com nossos semelhantes, o respeito, a fé em nosso mestre, e sempre dedicando nossos passos as lições de Cristo. O mal como a inveja, a cólera, o egoísmo, o crime, deve servir como combustível para as ações do bem, pois esses mecanismos devem ser queimados da vida e é a arma para o crescimento a cada instante e multiplicação do bem cristão, pois não há como atingirmos o bem supremo sem respeitar e aprender com esses reveses.

           Jamais deixem o mal dizer que você não consegue vence-lo, diga-o que você tem um mestre para sempre vencer.

            Marcelo Passos, ditado por Dr. Bezerra de Menezes
           
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário