sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Sempre vai haver solução




As obras do nosso onipotente senhor é tão perfeita quanto sua existência, nos abraça constantemente no encalço da perfeição e do amor essencial para nos conduzir a morada no Reino.

Sua onisciência é tão magnânima e misericordiosa que nos oferece sempre a oportunidade de consertar o que às vezes “estragamos” e voltar novamente rota da passarela da salvação.

Quando vamos ao arbusto colher frutos como o limão, imaginamos uma deliciosa limonada a refrescar, este fruto é muito acido e até mesmo limitado a sua consumação imediata, e para usufruir do seu liquido para que seja degustado, adicionamos ingredientes para que fique melhor.

Se desejamos alimentar-se se algo que nos é fruto de satisfação e até mesmo necessidade, logo encontramos a maneira de ter e consumi-lo; se estamos entristecidos logo buscamos algo a nos alegrarmos, enfim, tudo que desejamos podemos trabalhar para consegui-lo, se erramos sempre podemos corrigir, é a obra de Deus constantemente em atividade em nosso existir.

A nossa salvação também depende fundamentalmente das ações que praticamos, do que oferecemos no fruto do nosso ser, da nossa consciência e das construções que edificamos no mundo, para cada irmão temos o dever de elevar um edifício de boas praticas. Infelizmente não há como construir nossas ações em cada irmão, afinal mesclamos diversos sentimentos universais, mas algo fundamental que podemos ascender é nossa imagem perante todos.

Jamais tente ruir seu império em fronte as adversidades do mundo, ao contrario, quem trabalhar para isto, poderá esta se limitando a universos tão essenciais como sopro de Deus.

A nossa salvação e a nossa desobsessão do mal, inicia-se por nós, extirpando os maus instintos do ser. Há solução sim para crescer e salvar-se construindo nobres ações em nosso alicerce da alma. 

Dr. Bezerra de Menezes

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

A Humildade é para todos.

Muitos acreditam que humildade esta relacionado a privações materiais e a limitações culturais, puro engano, a humildade esta no abrandar o coração para com as obras divinas, ora, somos obras divinas também, podemos ter nossas limitações, nossos erros, nem por isso não nos desqualifica como irmãos, somos frutos de Deus na eternidade.

A humildade esta ao alcance de todos, não é privilegio e muito menos um dom, é uma joia tão acessivel quanto a tudo que nosso Pai nos comunga, ha quem ande pelas fronteiras e pelas perdições da sombra, mas nunca é tarde para colher essa joia.

Assim começa com nosso interesse pelos pequenos, onde cada irmão representa em nosso ser o Cristo que sempre estara disposto a nos amparar tanto na ignorania quanto na sabedoria.

Fortuna e miseria ambos são caminhos de humildade e acima de tudo passarela para a salvação do ser, pois não há um irmão que se desqualifique diante do Maior. Não são nossas limitações, preconceitos e seletividades que fará de nossos semelhantes inferiores, e sim nossos pensamentos.

Por isso iniciemos sempre a construção da nossa acessibilidade ao Reino, começando pela simplicidade e humildade no santuário da alma.

Marcelo Passos, ditado pelo espírito de Dr Bezerra de Menezes

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Sopro de Deus

Acostumamos a viver atrás das cortinas da vida em face as grandes agitações das metropoles e ganhos a vida material. O planeta nos permite edificar muitos imperios da materia e vazios espirituais.

Quando decidimos fechar nossas ventas as pequenas sensações de bençãos da vida edificante, deixamos de comungar com as benecias do nosso criador, sempre expostas ao nosso lado.

Um sorriso de uma criança, as peripecias dos animais, as belezas das flores, o convite do luar a comungar com os nossos amados, os ensinamentos do mestre Jesus no viver a humildade do reconhecimento do amor divino, em nosso corpo físico, tão perfeito quanto o sopro de Deus. Ame sempre.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

MAL SE PERDOA PERDOANDO.

É tão ruim quando alguém fala ou faz algum mal a gente, nos entristece, mas certamente se partisse da nós seria pior.

Por isso sempre que alguém causar algum mal a si ou aos seus, peça a nosso pai a misericórdia
e a compaixão e perdoe sempre, pois tendo esta postura seu coração terá a oportunidade de viver a liberdade, jamais reúna nos feudos da existência essas maledicências do mal que aprisiona a alma no eterno ferimento.

Dr. Bezerra de Menezes

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Perdão



Eternamente seremos seres aprendizes na evolução, assim como nossos irmãos habitantes dos mundos mais felizes e evoluídos, também são alunos da grande escola do nosso Pai. Viver e aprender faz parte de cada ser em cada fase da sua caminhada.

Sempre quando aprendemos, somos constantemente habitantes do erro, das fraquezas no contexto de aprendiz. Reconhecer as fraquezas nada mais é que entender que podemos crescer ainda mais, infelizmente muitos de nossos irmãos se acomoda no erro e mergulha cada dia neste profundo pântano de perversidades.

Em nosso planeta de fusão entre o bem e o mal, desfrutamos do nosso livre arbítrio para com a caminhada particular que é de direito. Sendo cada um responsável por seus atos e aderente às consequências do mesmo.

Os mistérios em torno do nosso destino quanto ao conforto ou não do mundo material é lição dada pelo nosso criador no proposito de crescer no ser sem a medida dos bens passageiros. Quando partimos das nossas obrigações da obsessão da carne, partimos apenas com que adquirimos do nosso ser interior, ou seja, o que praticamos e plantamos. Nenhum bem material lhe é autorizado a partir junto com o espirito, ficam onde surgiu, no mundo material.

Assim são nossas ações irmãos, no planeta podemos adquirir um universo de bens materiais, riquezas monetárias. Não é errado, pelo contrario, nosso senhor abençoa a todos os irmãos afortunados materialmente, desde que a essência do ser prevaleça no amor e no perdão. O perdão é uma dadiva do ser, com ele que aprendemos o bem mais precioso da alma, a humildade do crescimento.

O perdão não é um sentido que devemos praticar simplesmente para barganhar algum beneficio sórdido ou vantagens pessoais, assim como o amor, são sentimentos mais importantes de alcance a salvação, desde que seja praticado com sobriedade e honestidade do infinito da alma.  O perdão superficial e mentiroso é pior do que o tapa que se recebe ou defere, é a atitude mais covarde. 

O verdadeiro perdão esta na sensibilidade de entender que somos seres em constante evolução e crescimento. Perdoando de coração jamais poderá ser usado como instrumento de inquisição ao perdoado, senão assim não estará livre da magoa alimentada. Retirar a magoa do coração é perdão concedido e bônus de bem aventurança.

Marcelo Passos, ditado por Dr. Bezerra de Menezes

terça-feira, 20 de novembro de 2012

A LUZ




Caminhamos por uma longa rua, neste instante os postes iluminam o nosso transitar e de repente um raio atinge a cidade e todas as luzes se apagam, um instante de incerteza toma conta do ser, afinal, escureceu tudo, e o que fazer? Logo minuciamos nossos passos a fim de encontrar um ambiente mais seguro e melhor iluminado para saber aonde vamos, ou se preferir, ficar sem se mover , a espera de uma hora ela se acender, sem saber quando.

A vida é como transitar nesta longa rua, onde geralmente a encontramos iluminada, logo percorremos com muita propriedade e segurança,  temos a certeza de onde vamos. Num instante deparamos com situações que favorecem o seu apagão, neste caso são as ações do mal planejando nos desestabilizar e amedrontar todo trajeto traçado. Não há como ignorar a realidade que o planeta é feito de luz e de trevas, em grande maioria somos responsáveis por onde andamos; pecados, fraquezas, ódio, rancor, intolerância, raiva, cólera, soberba, preconceito, maus tratos para com os inferiores, faz parte desta estrutura de trevas, onde muitos caminham sem mesmo entender e ate mesmo por escolhas e nada fazer para mudar.

O verdadeiro caminhar na grande luz também esta ao alcance de todos, como no amor, na tolerância, na sensibilidade alheia, no namoro para com as belas obras do criador onde as criações e ações do homem são incapazes de igualar, na nobreza dos pensamentos e das ações, e o mais importante, mesmo estando nas trevas podemos sempre contar com a maior luz, Jesus Cristo, que esta pronto para nos amparar em todos os momentos.

Por isso irmãos, devemos evitar as trevas que muito rondam nossas estruturas, não deixe se abalar pelas surpresas negativas que as ciladas possam sugerir, tenham sempre o discernimento necessário para amparar seu trajeto em Cristo.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Multiplicar nossas ações em Cristo




Uma das mais fascinantes obras de nosso amado Jesus Cristo quando confundiu-se a vida física em nosso planeta com todos seus habitantes e vivenciando as fraquezas humanas em toda sua plenitude, foi a multiplicação dos alimentos a grande massa que se fazia faminta, 5 pães e 2 peixes multiplicados pela missão se alimentar aos solicitantes. 

            Não há de negar a superioridade do Messias, não a superioridade material, não a superioridade hierárquica, mas sim a sensibilidade de amor incondicionalmente a todos sem olhar os defeitos particulares, sua única missão é salvar as almas dos abismos e do sofrimento e fortalecer aqueles que estão no conforto da alma.
          
         Com muito pouco pode se fazer muito, multiplicar esperanças, amor, sensibilidade. Nossa vida irmãos é referencia ao semelhante, de aprendizado e ensinamento, não haverá quem detém toda verdade, nem quem pratique todo pecado, o equilíbrio emana cada ser. A balança da vida esta sim que devemos nos preocupar, para qual sentido ela mais se pesa? Esta avaliação nos cabe analisar.
        
         Quando nossa balança pesa pelo negativo, muitas oportunidades se pesam diante da vida, onde muitos se enterram numa areia movediça que nos puxa continuamente, até consumir todos os sentidos. Mas devemos sempre contar com auxilio de um irmão a nos puxar desta realidade e sacudir tudo e renovar o sentimento. Pois muitos irmãos se encontram em abismos por vezes impossíveis de serem resgatados, mas nada como um irmão propositalmente atendo para nos salvar.
         
     Para não nos enterramos neste mal sempre haveremos de multiplicar nossas ações voltadas ao bem supremo, não há como neste planeta viver sem as ásperas ações do mal, há sim as escolhas.  Multiplicarmos na vida, o amor, o sentido de bem, a sensibilidade com nossos semelhantes, o respeito, a fé em nosso mestre, e sempre dedicando nossos passos as lições de Cristo. O mal como a inveja, a cólera, o egoísmo, o crime, deve servir como combustível para as ações do bem, pois esses mecanismos devem ser queimados da vida e é a arma para o crescimento a cada instante e multiplicação do bem cristão, pois não há como atingirmos o bem supremo sem respeitar e aprender com esses reveses.

           Jamais deixem o mal dizer que você não consegue vence-lo, diga-o que você tem um mestre para sempre vencer.

            Marcelo Passos, ditado por Dr. Bezerra de Menezes
           
  

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Reconstrução



A primeira alegria de um irmão que adquire uma casa é de euforia, emoção pela conquista e orgulho de ver realizado o sonho fruto do seu suor. 

Os anos vão passando e com ele o desgaste do tempo toma conta da estrutura física do lar, seja externo ou interno, por vez a aparência externa da casa pode se deteriorar com maior facilidade pela exposição, o seu interior dependerá muito da manutenção prestada. Quando achamos que o ambiente necessita de uma melhora contratamos um profissional para reforma-la e nos confortar em seu aconchego no ambiente modificado.

Somos uma casa meus irmãos, nosso corpo físico é a casa do nosso espirito onde devemos zelar por toda sua existência. Com o passar do tempo, a fachada externa vai se deteriorando pela exposição do tempo, já nosso espírito que se encontra protegido pela veste material, pode-se perder com o critério da nossa manutenção, principalmente pelas nossas ações que determina sua estrutura.

A veste se perde com o tempo, mas o interior deve se manter por todo tempo intacto, pois um dia a casa externa pode-se ruir, e o que se vivenciou ao seu interior jamais poderá acabar independente do tempo. Nosso espirito é assim, pode-se a estrutura do corpo ruir, desabar e acabar, mas sua essência, essa é indestrutível.

Mas se em qualquer momento o interior se ruir, podemos chamar nosso profissional que esta sempre a disposição para ajudar a reconstruir cada estrutura abalada, que é nosso amado Cristo. Irmãos, o tempo é implacável, assim como a vida no planeta, somos desafiados a cada instante a manter nossa construção intacta, muitas vezes não possuímos a força necessária a nos manter inabalável, por isso é necessário mantermos nossa atenção e cuidado, orando e viajando, pois somente Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida, pois ninguém ira ao pai senão por ele, e não haverá a vida eterna sem comungarmos a sua misericórdia. 

Marcelo Passos, por Dr. Bezerra de Menezes