sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Protagonizando a felicidade



Muitos de nossos irmãos buscam a felicidade incessantemente, é um direito e uma busca legitima. Quem não deseja viver em pleno gozo do sossego e da paz?

Para que alcancemos este estado, devemos fazer  nossa parte, com pensamentos e atitudes nobres, não adianta querer ser feliz com o coração amordaçado e repleto de cercas aos acesso do bem.

Este planeta nos proporciona constantes situações desafiadoras, não adianta nos iludir que temos um mundo perfeito, pelo menos não agora. Estamos findando a qualidade de planeta de provas e expiações para de regeneração. Mas este processo não ocorrerá apenas por acontecer, como um simples ponto final e inicio de um próximo paragrafo, será necessário que todos acompanhem e modifiquem completamente, as atitudes e pensamentos.  Não haverá mais espaço para mal.

Para alcançarmos este objetivo, devemos protagonizar este estado de mudança, principalmente a modificação interna, é muito bonito clamar o amor, a perfeita comunhão entre o céu e a terra, o respeito, a tolerância, é muito louvável desejar e querer essa atitude para o mundo, mas para que aconteça esta mudança devemos começar pelo nosso interior,  retirando os maus instintos e alimentar o verdadeiro evangelho de nosso Pai, o amor pleno a si e principalmente ao semelhante.

A primeira exigência da felicidade é deixar de lado o individualismo e compartilhar as benfeitorias, enxergando no próximo este estado que tanto objetivamos. Devemos esquecer por um instante o que queremos e desprender desta amordaça do somente eu e observar e respeitar todos.

O ser humano em sua evolução traz muitas falhas, omissões, preconceitos, afinal estamos neste planeta para aprender evoluir e resistir ao mal, a fim de que cheguemos ao reino de nosso pai. Nada nos é dado sem o devido merecimento, se queremos adquirir um bem material, devemos trabalhar por merecer, assim como alcançar o reino de nosso pai, se queremos esta com ele ao seu lado, façamos por merecer e esta formula já esta entre nós, trago pelo nosso amado Jesus Cristo, nas paginas do evangelho.

Dr. Bezerra de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário