quinta-feira, 28 de junho de 2012

A vida no quebra cabeça


Quem nunca se deparou com um jogo de quebra cabeças, mesmos que nunca tenham jogado, mas sabemos que cada peça tem seu encaixe perfeito, e não adianta querer colocá-la em outro lugar, senão todo tabuleiro fica comprometido e impossível de se formar.

Assim é a vida e a evolução de cada um, encarnado e desencarnado, a evolução é como um enorme quebra cabeça, onde somos colocamos na existência embaralhados e com o tempo vamos encaixando todas as peças, ate a formação completa. Cada peça que encaixamos é um passo fundamental na construção e na pavimentação do bem, muitos ditos, afobados, não tem a paciência de moldar e acabam trocando as peças e desestruturando toda formação e em muitos casos há de se desmanchar toda estrutura e refazer novamente.

Como no quebra cabeça, não há facilidades na vida, todos passam a trabalhar cada encaixe com muita atenção e paciência, a felicidade, a tristeza, a vitória, a derrota, a saúde, a doença, a facilidade, a dificuldade, são as peças de formação das criaturas, cada passo, uma evolução, cada erro, um acerto, cada tombo, uma sacudida, levantar e andar novamente, cada desilusão uma luz de esperança, cada choro, a certeza do sorriso, uma tempestade a esperança do sol, na duvida, a certeza das nossas capacidades, enfim vamos evoluindo e colocando cada peça da nossa felicidade, da nossa evolução nos devidos lugares, mesmo que o tempo possa parece infinito, mas a temperança é justamente o recurso para não ter que voltar muito e tentar novamente remontar esse enorme fragmento que buscamos de não ter que destruir para recomeçar novamente, uma estrutura que poderia ter sido aproveitada, e as oportunidades da vida jamais devem ser desprezada, mesmo que possa parece dentro da sua estrutura a insignificância que deduzimos, a felicidade não se mede somente pela grandeza, se desprezarmos as pequenas coisas que engrandecem a existência, não estaremos preparados para desfrutar a grandeza da existência.

Dr. Bezerra de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário