segunda-feira, 25 de junho de 2012

O sorriso nosso de cada dia.


É muito comum na nossa real sociedade deparamos com o mau humor das pessoas, principalmente nas grandes metrópoles do mundo, a boa educação é ofuscada pelo silencio, o rosto fechado, o xingamento, e pelas eternas reclamações que nunca se findam. Com isso vemos uma sociedade isolada, triste, doente.

No transito vemos pessoas quase se digladiando por causa de espaço, erros incompreendidos, no serviço muitas vezes dentro de elevador não há o mínimo interesse de uma saudação, caras serradas, um silencio anormal numa sociedade onde somos iguais, independente do poderio material, mas todos sem exceção sente fome, frio, chora, rir, adoece, desfruta de boa saúde, olha, alimenta-se,  sente cheiro de coisas boas, um sentimento que todos podem desfrutar.  Vizinhos muitas vezes fechado num mundo isolado, poucos se conhecem e quase não comungam da amabilidade da cordialidade.

A boa educação acaba sendo um talismã de pouco, apesar que todos tem esse recurso a disposição, basta praticar, sem custos e sem sacrifício.

Quando há irmãos desfrutando de uma boa risada, um desprendimento dos problemas do cotidiano, muitos incomodam com essa natureza, é a síndrome do mal humor. Mas não devemos fazer parte de estatísticas que servem apenas para numerar superficialmente as condições de uma sociedade, temos o direito de andar na contramão desta vertente, devemos sim, sorrir mais, o sorriso, o bom humor trás sempre o antídoto natural de todo mal, quem sorrir oferece a alma a leveza para conduzir uma vida com eficácia e mais conforto de enfrentar ate os problemas por maior que possa parecer.

Por isso, riem sem fim, dê a sua vida a oportunidade de ser feliz. Pois a felicidade, assim como o prazer somente é desfrutado por quem busca , ninguém a vive por ninguém, apenas compartilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário