quinta-feira, 28 de junho de 2012

A vida no quebra cabeça


Quem nunca se deparou com um jogo de quebra cabeças, mesmos que nunca tenham jogado, mas sabemos que cada peça tem seu encaixe perfeito, e não adianta querer colocá-la em outro lugar, senão todo tabuleiro fica comprometido e impossível de se formar.

Assim é a vida e a evolução de cada um, encarnado e desencarnado, a evolução é como um enorme quebra cabeça, onde somos colocamos na existência embaralhados e com o tempo vamos encaixando todas as peças, ate a formação completa. Cada peça que encaixamos é um passo fundamental na construção e na pavimentação do bem, muitos ditos, afobados, não tem a paciência de moldar e acabam trocando as peças e desestruturando toda formação e em muitos casos há de se desmanchar toda estrutura e refazer novamente.

Como no quebra cabeça, não há facilidades na vida, todos passam a trabalhar cada encaixe com muita atenção e paciência, a felicidade, a tristeza, a vitória, a derrota, a saúde, a doença, a facilidade, a dificuldade, são as peças de formação das criaturas, cada passo, uma evolução, cada erro, um acerto, cada tombo, uma sacudida, levantar e andar novamente, cada desilusão uma luz de esperança, cada choro, a certeza do sorriso, uma tempestade a esperança do sol, na duvida, a certeza das nossas capacidades, enfim vamos evoluindo e colocando cada peça da nossa felicidade, da nossa evolução nos devidos lugares, mesmo que o tempo possa parece infinito, mas a temperança é justamente o recurso para não ter que voltar muito e tentar novamente remontar esse enorme fragmento que buscamos de não ter que destruir para recomeçar novamente, uma estrutura que poderia ter sido aproveitada, e as oportunidades da vida jamais devem ser desprezada, mesmo que possa parece dentro da sua estrutura a insignificância que deduzimos, a felicidade não se mede somente pela grandeza, se desprezarmos as pequenas coisas que engrandecem a existência, não estaremos preparados para desfrutar a grandeza da existência.

Dr. Bezerra de Menezes

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Política: Jamais devemos perder a esperança


Vemos a grande defasagem do cenário político em todo lugar, principalmente no país do Cruzeiro, terra abençoada por riquezas e recursos infinitos, a política existe justamente para conduzir a vida coletiva, o bem estar, a qualidade em todo sentido,  quem habita nos rumos da liderança de uma sociedade deve abdicar de vários privilégios dentre outros a soberba, a verdadeira e pura política não é essa obscuridade que os homens se entranham.

Um grande filosofo dizia que quem não participa da política esta condenado a ser governador por pessoas inferiores. É certo que muitos desacreditam de quem pleiteia qualquer cargo publico, a grande vergonha que esses lideres proporcionam, faz com que pessoas de bem desesperançam qualquer situação de melhorias.

Irmãos, não queiram largar de se preocupar com a política e seus condutores, devemos todos saber a quem depositarmos nossa confiança, um voto, uma escolha faz uma grande diferença, o interesse é fundamental e um direito a todos, pois havendo interesse de todos, não seremos governados por incompetentes.  

Eurípedes Barsanulfo 

terça-feira, 26 de junho de 2012

A beleza por outro anglo


Claudio é um rapaz forte, de pouca badalação, gosta de sair com os amigos para ambientes sossegados, jamais se envolveu em confusão, é um rapaz temente a Deus, e segue a risca todo o ensinamento do pai. Mas tem um problema grave, não gosta de se envolver com pessoas tidas com esteticamente feias, seja mulher, seja homem, sempre desprezava.

Varias mulheres se encantavam pelo rapaz, mas ao ver que fisicamente não o agradava, em imediato descartava qualquer avanço da paquera.

Num determinado momento de sua vida, cursando a medicina, eis que inicia a residência obrigatória da universidade. Feliz com a primeira oportunidade, Claudio se depara com pessoas de todos os tipos e natureza, seu preconceito o dominava, atendia bem as consideradas bonitas e com descaso os menos favorecidos de beleza estética. Ao observar o rapaz, o diretor do conceituado hospital lhe chama a seu escritório e inicia a conversa.

- Claudio tenho observado seu comportamento, tenho reparado que claramente tem feito distinção dos pacientes, atende bem quem é bonito e mal quem você acha que é feito, porque que faz isso?

- Dr. Almeida, não sei o que ocorre comigo, mas desde novo não gosto de lidar com pessoas feias.

- Olha Claudio, nossa profissão e na vida, convivemos com pessoas de todo tipo, já imaginou que uma pessoa dessa que você acha feia pode um dia ser essencial na sua vida? Então meu rapaz, trabalhe isso, senão vou ser obrigado a afastá-lo e colocar tudo isso no seu prontuário.

O rapaz assustado, sai da sala e depara com uma senhora idosa, negra, que lhe chama. Ao atende-la pede que a ajude no seu mau estar, o rapaz sensibilizado prescreve um medicamento e de pronto a velha senhora melhora, e vai ao seu encontro e lhe abençoa, e entrega a ele uma foto de Nossa Senhora Aparecida e diz ao rapaz.

- Meu filho, pude perceber que estava com problemas ao sair daquela sala, mas o meu era muito maior que era minha dor física e você me curou, por isso meu filho tenho certeza que você também pode-se curar, não sei qual é o seu problema e nem quero ser indelicada em perguntar, mas saiba que assim como somos limitados, seja em qual circunstancia for, você sempre terá alguém que possa contar, e nesse caso conte com Jesus sempre, que cura tudo o que esta passando.  

A senhora o despediu com um belo sorriso e abençoando o rapaz.

Muitas vezes temos enfermidades que vão alem de dores físicas, é a enfermidade do preconceito e de traçar perfis a nos acompanhar, nem tudo nessa vida que se reluz é ouro, seja um negro, um branco, um índio, um mendigo, um afortunado, um feio, um bonito, um deficiente, um eficiente, mau cheiroso, um perfumado são pessoas com capacidade de ser anjos enviados pelo senhor em nossas vidas, muitas vezes a nos auxiliar e salvar em situações de perigo, por isso não devemos buscar na beleza exterior a escolha para nossa caminhada, nem de quem vamos relacionar, devemos aprofundar e mergulhar no interior de quem quer se seja, para extrairmos a jóia mais rara de um ser, o bem. 

segunda-feira, 25 de junho de 2012

O sorriso nosso de cada dia.


É muito comum na nossa real sociedade deparamos com o mau humor das pessoas, principalmente nas grandes metrópoles do mundo, a boa educação é ofuscada pelo silencio, o rosto fechado, o xingamento, e pelas eternas reclamações que nunca se findam. Com isso vemos uma sociedade isolada, triste, doente.

No transito vemos pessoas quase se digladiando por causa de espaço, erros incompreendidos, no serviço muitas vezes dentro de elevador não há o mínimo interesse de uma saudação, caras serradas, um silencio anormal numa sociedade onde somos iguais, independente do poderio material, mas todos sem exceção sente fome, frio, chora, rir, adoece, desfruta de boa saúde, olha, alimenta-se,  sente cheiro de coisas boas, um sentimento que todos podem desfrutar.  Vizinhos muitas vezes fechado num mundo isolado, poucos se conhecem e quase não comungam da amabilidade da cordialidade.

A boa educação acaba sendo um talismã de pouco, apesar que todos tem esse recurso a disposição, basta praticar, sem custos e sem sacrifício.

Quando há irmãos desfrutando de uma boa risada, um desprendimento dos problemas do cotidiano, muitos incomodam com essa natureza, é a síndrome do mal humor. Mas não devemos fazer parte de estatísticas que servem apenas para numerar superficialmente as condições de uma sociedade, temos o direito de andar na contramão desta vertente, devemos sim, sorrir mais, o sorriso, o bom humor trás sempre o antídoto natural de todo mal, quem sorrir oferece a alma a leveza para conduzir uma vida com eficácia e mais conforto de enfrentar ate os problemas por maior que possa parecer.

Por isso, riem sem fim, dê a sua vida a oportunidade de ser feliz. Pois a felicidade, assim como o prazer somente é desfrutado por quem busca , ninguém a vive por ninguém, apenas compartilha.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Anjos sem asas

Seu João era porteiro de um luxuoso condomínio fechado, trabalhava desde que foram morar os primeiros habitantes, era um senhor negro de idade mais avançada, morava longe, e diariamente ia alegre ao seu trabalho.  Todos que passavam e era cumprimentado com alegria pelo seu João.  

Todos o cumprimentavam com bastante educação, com exceção de Marcos, um jovem de 20 anos, que vive sempre às custas dos pais e não busca nenhuma ocupação para ocupar sua mente, sua paixão nos carros não o deixava caminhar na responsabilidade da vida.

Sempre que passava pela portaria do condomínio, Marcos apenas parava o carro e de janela fechada ficava e nem respondia o cumprimento de seu João, como tinha um coração bom não importava com a indiferença do rapaz. Quanto retornava abria a janela para saber se há correspondências e nem assim deixava o orgulho de lado. E com rigidez cerrava a janela e saia cantando pneu.

Chegara sexta feira e Marcos limpava seu carro na ânsia da festa de mais a noite, caprichava na limpeza, o dia ia caindo e na internet combinava com os amigos sobre o encontro e programava uma noite de muito agito. Nove horas da noite, Marcos acorda após uma sonada e vai para o banho,  sua roupa já separada, perfume especial e pronto para a balada, despede do pai e pede um valor para que possa desfrutar dos prazeres da carne, sai sem agradecer, chega na portaria e seu João escalado para aquele plantão, saúda o jovem e o abençoa dizendo “ Deus lhe acompanhe”, Marcos em deboche diz, “ deixa de caretice velho”, e sai rindo.

A noite transcorre conforme planejava, Marcos abusa da bebida e das drogas, se aproxima das mulheres que mundanamente comunga aquele prazer destrutivo. Madrugada vai caindo e Marcos sem domínio das suas condições sanas pega o carro juntamente com os amigos , entra no veiculo e encarna o espírito aventureiro e parte numa velocidade incrível pelas ruas, som alto, vidros fechados e sem se importar com o respeito as leis, avança sinal, cruzamentos, e buzinaços a madrugada pelas avenidas. Ate que entra numa via de transito rápido, como estava vazia, usa toda a potencialidade do veiculo e durante a velocidade eis que surge no seu caminho um andarilho que cambaleava pela via, e ao tentar desviar perde completamente o controle do veiculo e capota varias vezes seu potente automóvel.

Uma tragédia, todos seus amigos morrem instantaneamente e Marcos sobrevive, perde bastante sangue, é conduzido ao pronto socorro, seus pais em desespero ao saber da noticia saem em disparada ao encontro, chegando ao pronto socorro recebe a informação que seu filho sofreu varias lesões, principalmente na coluna e corria o risco de não poder mais andar,  perdera bastante sangue no acidente e que precisaria de transfusão urgente, só que o tipo do seu sangue era raro e não recebia transfusão de qualquer outro, somente do seu tipo, os pais desesperados soubera que não eram compatíveis, então voltam para casa na expectativa de encontrar alguém que possuía. Ao passar pela portaria encontrara seu João se preparando para ir embora, e ao baixar a janela conta todo drama e diz da raridade e da dificuldade de encontra a compatibilidade sangüínea, então seu João interessando em ajudar pergunta qual era a qualidade do sangue, então fica sabendo e lembra que o seu é o mesmo de Marcos, e se prontifica a doar de imediato, os pais emocionados, diz “ - mas o senhor esta no final de plantão, deve esta exausto”.  Seu João na sua humilde sabedoria responde “ – tenho uma vida e uma eternidade para dormi, faço questão de ajudar o marquinhos”. Emocionados, não vão em casa, abre a porta do carro e vão de volta ao hospital,  chegando é anunciado como doador compatível, é levado a exames e aprovado, começa o processo de transfusão.

Os dias passam e Marcos descobre que a lesão na coluna o deixara sem condições de poder  andar, mas que sua vida fora salvo pela doação imediata de sangue que conseguira graças a agilidade e a doação de Seu João. Ao saber da doação de seu João, Marcos cai num choro infantil e revela ao pai “ – sempre desprezei esse senhor, nunca achei graça nele e sempre achei um aparecido, minha vontade era passar com o carro em cima dele de tão chato que o achava, e agora estou vivo graças a ele, pai, por favor chame ele aqui, devo minha vida a ele, quero pedir perdão e agradecer.” Sem que soubesse eis que adentra seu quarto o humilde porteiro e em choro Marcos não consegue expressar seu sentimento, apenas diz, “- me perdoa “ seu João o abraça e diz, “ – me perdoe você.

As vezes trabalhamos, convivemos com anjos que Deus coloca ao nosso lado, e os desprezamos, ignoramos, por suas condições diferenciadas das nossas, não aproximamos, não temos a sensibilidade de desfrutar da sua grandeza e da sabedoria para nossa evolução, por isso jamais despreze o seu semelhante, pois um dia ele poderá ser o seu pedido realizado que pede a Deus.

Dr. Bezerra de Menezes

quarta-feira, 20 de junho de 2012

A Formiga em nossa evolução


Quem nunca se deparou com uma formiguinha caminhando e carregando em suas costas uma pequena folha, caminha firmemente ate seu destino e voltam para buscar mais e o faz sem cansar, reclamar, sem pedir para descansar, para sair mais cedo ou parar e descansar um pouco. Uma criatura minúscula, com uma capacidade incrível de alcançar seus objetivos, sem colocar empecilhos.

Assim somos todos nós que galgamos nossa evolução, nossa felicidade, nossa sobrevivência, no caminhar de uma formiga, ao contrario da pequena criatura, colocamos barreiras em nossa própria felicidade, movidos por preguiça, medo, comodismo,  que acaba refletindo na vida em um todo, essa somatória infeliz faz com que o mundo não evolua como desejamos e as desigualdades se formam por todo canto.

Também como a formiga caminha na sua missão, às vezes acaba sendo interrompida por acidentes, por algo que a impeça de alcançar seus objetivos, muitas vezes acabam mortas pelo próprio homem,  nossa evolução também passa por empecilhos, quantos tem sua caminhada interrompida, por males que atingem por todo lado, e também  pelo próprio livre arbítrio, mas nem por isso as formigas param sua evolução e continuam a caminhada.

Dificuldades em caminhar na seara do bem vão sempre existir, haverá quem nos queira abortar a felicidade, ate mesmo nos desviando no caminho do bem, são as tentações e provações do mundo, mas sempre quem coloca a sua frente os anjos de Deus, encontram na passarela do bem, a proteção, a prosperidade e o apoio necessário para atingir os objetivos como as formigas.

Por isso meus irmãos, sejamos uma formiga, caminhando cada dia mais, trabalhando e alcançando os objetivos sem se preocupar com um mundo, dito, maior e mais forte. Não se preocupem com os pisões, os massacres e a aniquilação que muitos de nossos semelhantes desejam contra nós, estamos misturados entre o bem e o mal, para justamente termos o direito de escolha e colher o que galgamos.

Dr. Bezerra de Menezes 

terça-feira, 19 de junho de 2012

Eu sou meu próprio adversário

Muitas vezes culpamos os outros pelos nossos fracassos, em muitos casos o pior adversários somos nós mesmos que deixamos de agir em não buscar alternativas para sair das dificuldades, colocamos empecilhos movidos pela preguiça e comodismo. O mundo é de todos, as oportunidades esta na disciplina em nós mesmo. 

Eurípedes Barsanulfo

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Até logo que doe


O ciclo natural da vida de qualquer espécie portador de vida é: ser concebido, nascer, crescer, aprender, perpetuar seus conhecimentos e espécies, envelhecer com uma bagagem acumulado de bastante conhecimento e voltar a casa do pai.

Ao longo da nossa existência, nos separamos temporariamente de quem amamos e acostumamos a conviver. Uma dor que fere nos dois mundos, mesmo com a certeza da vida eterna prometida e confirmada pelo nosso criador, somos todos egoísta e mesmo tendo a certeza da única vertente da nossa existência que é o final dos tempos, egoisticamente desejamos eternamente ter entre nós todos nossos entes.

Não existe uma formula mágica que se aplica a esquecer essa ferida que se abre em nossos corações, e nem é o propósito esquecer quem amamos, devemos perpetuar sempre a memória de boas praticas e nos espelhar, para cada dia sermos melhores, assim como quem nos deixou temporariamente. Essa é a esperança da ressurreição em nossos corações, assim nos designo do criador na eternidade.

Quando a saudade apertar, chore, pois as lagrimas que traduzem saudade de uma existência, faz bem tanto para quem parte quanto para quem continua a galgar a evolução do planeta , pois é a certeza do reencontro.

Para isso é necessários que caminhemos na seara do bem em toda sua plenitude, certo que todos nós, encarnados e desencarnados , somos falhos e sempre caminhamos para alcançar o reino de nosso pai, ao errar, reconsidere e peça perdão, a quem ofendemos, omitimos, nos desequilibramos, desejamos o mal. Sempre é tempo de corrigir.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Errou? Reconheça e acerte.


Quem nunca errou? Todos os seres em desenvolvimento são eternos errantes, partimos para a convivência com outros irmãos com essa fraqueza, somos fracos em não reconhecer e ter compaixão para com os mesmos que erram, independente da proporção que for.

Vivemos numa sociedade onde podemos errar mas o próximo não, achincalhamos nossos irmãos nos seus erros, fazemos rodas para discuti-los, atitude mais errante do que quem comete qualquer falha, erramos em não colocar o amor em nosso coração. O amor não é somente a demonstração carinhosa de afeto, a convivência harmoniosa para com quem gostamos. Amor verdadeiro esta em compreender tudo e todos, não detemos conhecimento de tudo nem de todos, mas temos o discernimento suficiente para saber compreender o próximo.

É doloroso escutar comentário de um adulto, a difamação das atitudes de uma criança e agredir seres detentora da vida, como os animais e a natureza em geral, é pobreza de espírito, é um ser incapaz de aproveitar as maravilhas oferecidas pelo criador. Errar não significa não reconhecer e mudar, pelo contrario, temos a capacidade suficiente em melhorar todas as nossas atitudes.

Ao apontar o erro de um irmão, aponte primeiro todos os seus e contrabalanceia os pontos que critica, e avalie se não cometemos numa proporção maior, nas nossas ações e principalmente em nossas omissões.

Errar é possível, corrigir é um direito de todos.

Eurípedes Barsaulfo

Jardineiros do espírito.


...
Quem nunca se deparou com uma linda roseira e ao tentar pega-la foi espetado pelo seu espinho? Creio que quase todos que tiveram o prazer de ter entre as mãos uma das mais belas formas da natureza.

A vida é como um botão de rosas, temos as nossas belezas, mas sempre estaremos em contato com os espinhos, geralmente a beleza da rosa dura pouco, assim como seu perfume, e seus espinhos permanecem intacto, assim é a evolução no planeta, haveremos momentos alegres e felizes das rosas e conviveremos sempre como os espinhos. Muitos se perguntam, não faço mal a ninguém e nada para mim da certo, são os espinhos que devemos galgar para alcançar a evolução do espírito e da existência. Assim como tudo que passamos, indiferente dos pormenores das ações. Os belos momentos da vida devem ser aproveitados ao Maximo da sua magnitude e aprendendo com os espinhos o caminho das rosas.

De certo que tudo que temos e conquistamos faz parte dos propósitos de cada ser, temos uma casa apropriada para nos abrigar, um emprego para nos sustentar, uma família para amar, uma vida para desfrutar, há quem busca incessantemente a prosperidade material e esquecem muitas vezes da essência do bem, que é o amor e ao agradecimento do que possuem e dados pelo senhor para nos desenvolver como seres, essa proporção passa por todas as criatura detentoras de evolução, animais, vegetais, materiais, humanos.

A pura e verdadeira felicidade é um caminho espinhento, é uma estrada com dor, choro, dificuldades, lutas, superação, sobrevivência, são experiências fundamentais para que alcancemos a rosa, ou seja, a felicidade plena. Muitas encarnações serão necessárias para que cheguemos ao topo da evolução e poder alcançar o reino de nosso pai na eterna felicidade. Por isso a necessidade de começar a retirar muitos espinhos da nossa vida, mas cada um será responsável de retira-las, sendo o eterno jardineiro do espírito.
... 

terça-feira, 12 de junho de 2012

O Beijo da garotinha.



A família se preparava para o natal, Angélica cuidava de todos os preparativos para receber as visitas para ceia, em plena anti véspera das comemorações, nervosa e agitada para que tudo saísse com bastante capricho e organização. Logo na sala brincava sua filha Carla de quatro anos, entretida com uma caixa e usava todas as cores possíveis para colorir, Angélica nem percebia sua brincadeira.

Chegou a véspera do natal e a matriarca mais nervosa, não percebia que Carla continuava a pintar a caixa, por volta do meio dia a garotinha chegou para a mãe e lhe entregou a caixa, e disse a mãe: “- olha mamãe um presente para a senhora” a mãe num rompante pegou a caixa com grosseria e abrindo quase que rasgando a caixa, ao abrir se deparou com a caixa vazia,  proferiu xingando “ – Isso é presente que dê, aqui não tem nada menina chata, não esta vendo que estou apertada de serviço, não tenho tempo para tolices”. A criança choramingando disse, “ mamãe a caixa ta cheio de beijo que enchi para a senhora, para não esquecer que te amo”, a mãe dura jogou a caixa num canto e a pequena Carla triste, foi para o quarto.

A noite caía e Angélica nem percebeu a ausência de Carla, apenas soube pela empregada que dormia, os convidados chegaram e nada de Carla aparecer, ao virar meia noite todos saúdam e não percebem a ausência da garotinha, três horas da manha todos se despedem e Angélica vai quente no quarto pronta para bronquear a filha pela ausência, num rompante acende a luz e ao despir o cobertor vê a garota abraçada a caixa, ao pega-la com rispidez, percebe que a criança esta gelada e percebe que não mais respira, desesperada, liga para ambulância e ao chegarem, constatam que Carla esta morta, desesperada a mãe não consegue pensar, o dia amanhece e começa a contatar todos parentes e amigos para o funeral, passado todos proclamas e o sepultamento da criança, Angélica chega ao quarto da menina e abraça a sua cama, caindo num sono profundo, ao acordar e com a cabeça doendo, ela pega a caixa que sua filha fizera no dia anterior, ao abrir vê um bilhete, que dizia. “ aqui dentro ta todo meu amor guardado para minha linda mamãe”, nesse instante a dura mãe cai num choro profundo e a partir daquele instante jamais tirara a caixa perto de sua cama.

Diante deste caso, relembremos todos aqueles que nos faz bem e nos amam, mesmo com todos os defeitos e os amemos incessantemente, e não queira perder a oportunidade de demonstrar, nas ações e nas praticas e também para com todos que nos cercam, detentores da vida.

Eurípedes Barsanulfo

Injustiça? E Jesus?

Em muitas situações que ocorrem reveses em nossa vida, logo temos a sensação da injustiça, em muitos casos acusamos a providencia divina pelas nossas frustrações, pelos insucessos, também quando um de nossos semelhantes cometem algo que nos desestrutura.

Infelizmente a vida humana é repleta de altos e baixos, quem dera vivêssemos num planeta feliz em toda plenitude. Mas tudo que passamos, faz parte do crescimento enquanto criaturas, assim como os animais e toda forma de vida existente no universo. Muitos enrijecem o coração e vive numa vida de amarguras, com todo dissabor da vida, tornam-se pessoas intolerantes com a vida, reflexo esse presenciado diariamente no dia a dia no mundo material. Não sendo diferente no mundo espiritual, enganam –se quem desencarna termina os sentimentos mesquinhos e destrutivos da alma, nas colônias espirituais, mesmo aqueles quem detém uma evolução especial vão se deparar com vários sentimentos de todas as formas, claro que a magnitude dos designo do pai podem abrandam o coração, o mesmo pode ocorrer conosco, tanto na Terra quanto na eternidade.

Se em algum instante sentir-se injustiçado por algum motivo que seja, independente da proporção que se torna, lembre-se sempre de Cristo, diante de Pilatos e daquela multidão, a quem curou, levou amor, sabedoria de Deus, simplesmente pregou o bem, gritando que o crucificassem e pedindo que soltasse o malfeitor e mesmo assim, diante da mais dolorosa agressão de injustiça, Cristo pegou para si a cruz do seu sofrimento carnal com humildade, colocou a seus ombros todo peso dos nossos pecados, das nossas fraquezas e injustiças e como um criminoso, caminhou pelas ladeiras do sofrimento, sendo achincalhado por aqueles a quem curou e mal algum cometeu.

E mesmo diante de toda injustiça e humilhação o espírito iluminado teve compaixão de todos e deferiu palavras de compaixão e doçura, pedindo perdão a todos nós que erramos constantemente, por isso meus irmãos, quando sentir-se injustiçado, sejamos exemplos de Cristo e perdoe os fracos. 

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Importante é evoluir sem impor barreira


...

Todos nascem predestinados a alguma habilidade que lhe é peculiar, seja em qual circunstancias chegam ao planeta, em boas condições materiais ou privados de qualquer materialidade. Ao longo da evolução o quanto o mundo tem avançado principalmente no que diz respeitos a tecnologia, todos esses experimentos nada mais é que um empréstimo que nos é fornecido pelo plano espiritual.

Tudo que praticamos tem um motivo e um porque, dentro dos propósitos do destino traçado pelo senhor. Haverá sempre alguém se destacando em várias áreas; assim como haverá alguém para nos ensinar um novo. Jamais nascemos compreendendo tudo e todos, sempre existirá alguém com uma capacidade mais voraz, claro que nossa capacidade de organização de aprendizado nos leva a um pódio mais elevado, numa posição vencedora na existência humana, podemos nem sempre alcançar o topo da vitorias, mas podemos sempre destacar entre os melhores sempre. É a capacidade humana de desbravar tudo que pode ser testado e modificado, os recursos imenso do cérebro levam a evolução do ser a conquistar milênios, através de suas obras.

A capacidade de mudar, inovar é acessível a todos, independente de situações materiais, infelizmente o ser humano em especial quem se qualifica como inferior intelectualmente, de maneira racional ou se obstruir demonstrando incapacidade criada, sem mesmo querer modificar a realidade é a acomodação infeliz, todos quem renascem no planeta vem para resgatar algo, as diferenças sociais existente entre nós, seres em evolução permanente, é o desafio e as condições que nos é imposta pelo plano divino de sermos cada dia mais evoluído, não significa que aquele ser menos desfavorecido, miserável de qualquer natureza não alcance a prosperidade. Pois o criador não o limita a capacidade física, com exceção aos impedidos por alguma anomalia, pois ate mesmo os deficientes físicos são capazes de progredir.

A tentação da acomodação e da preguiça leva o planeta a defasagem humana, as misérias assoladas no mundo, poucos alcançando a evolução e muitos se afundando na contramão do bem, não há como prever a caminhada, se será toda pavimentada numa estrada sem obstáculos, como poderá também ocorrer no caminho da evolução se deparar com muitas barreiras, impedimentos, para todos os caminhos para a felicidades passam por caminhos distintos da busca, a importância de não se frear nas dificuldades é garantir uma chegada prospera.      

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Nem tudo é espírito.


Muitos acusam a espiritualidade por seus fracassos e ate mesmo por ações negativas cometidas, dizem que agem conforme vozes escutadas, induzidos por forças ocultas que levam a delitos criminosos, alguns casos realmente podemos creditar certas atitudes a algo espiritual, mas nem sempre as ações serão induzido por vozes e sim por vontade própria e situações de alto grau de stress que pode levar um ser a praticar certos atos.

Mas quem se diz perseguido por essa forças é porque não desenvolveu a própria personalidade, que deixa levar facilmente pelos outros, onde poderá ser completamente dependente principalmente na vida na matéria. Quem se diz perseguido é porque não encontrou no senhor a porta da sua salvação e defesa, pois ataques espirituais existem sim, mas quem se protege em Cristo não temera mal algum, pois é nele que depositamos nossa esperança na vida eterna, num mundo onde o que se alimenta é a felicidade plena repleta de amor.

Eurípedes Barbanulfo

terça-feira, 5 de junho de 2012

CODIGO SAGRADO


Há quem destoa e até mesmo renegue as parábolas do livro sagrado, dizem que ao serem traduzidas a vários idiomas pela mão humana, alterou sua essência, podemos ate mesmo aceitar a possibilidade desta vertente, uma vez que a mesma fora manipulada por mãos humanas que são repletas de erros, fraquezas e presas a sentimentos banalizados.

Mas a sua verdade isso o homem não consegue alterar, é a mais pura aliança de Deus conosco, onde traduz tudo aquilo necessário para o alimento do nosso espírito, o que acontece com o livro sagrado que muitas vezes foi e ainda é usada para atender caprichos egoísticos, daqueles que se julgam deter um conhecimento dito, superior. Ora meus filhos, a palavra de Deus escrita a milhares de anos, soa em nossos corações tão viva como nunca, é a palavra que se renova a cada momento, sem que se altere nada do seu texto. 

Aquele que a usa em beneficio de alguma barganha, não somente traduz sua ignorância, como fecha sua evolução dentro da mesma leitura que faça. Por isso não interpretem as palavras divinas de forma individualista, lêem em primeiro instante com coração voltado a Cristo, para que penetre nosso coração e ali possa tocar o ponto essencial, da sensibilidade para com o semelhante, onde a compaixão faça parte do dia a dia nas fraquezas que nos são apresentadas, nas falhas, no pecado, façamos do nosso coração uma riqueza de felicidade, bondade, superioridade com humildade, onde poderemos ensinar aquele irmão pequeno a caminhar com o Cristo na grandeza da vida.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Omissão nossa de cada dia


Vamos nesse instante fazer um reflexão em nossas vidas e visualizar dentro dos nossos corações, Jesus, o Nazareno, aquele que trouxe para nós a divisão do tempo, o espírito imaculado.

Imaginamos Cristo diante de Pilatos e vendo aqueles que fora salvo pela sua misericórdia, curados de toda enfermidade pedindo para o governador que o crucificassem pelo único  crime de levar o amor de Deus sobre toda humanidade. Condenado como qualquer criminoso que causou mal as pessoas e as famílias. Humildemente o homem de Nazaré colocou em suas costas a cruz que seria ali o peso  dos nossos pecados, das nossas omissões, das nossas fraquezas, então Jesus tomou para si a responsabilidade do nosso mal e levou com ele junto ao pai. Durante sua passagem ao Monte Calvário, o Homem sentira a solidão e a covarde omissão dos seus apóstolos, que impotentes e medrosos deixaram Cristo no sofrimento da dor física.

Somos todos covardes como os apóstolos, diante das nossas falhas e omissões, sejam encarnados e desencarnados, quantos de nós negamos Cristo nas nossas praticas, na inveja, no orgulho, na intolerância, nos crimes, do desamor.  Essas praticas e tudo o que Cristo levou de nossos pecados a cruz, e no entanto, continuamos omissos o tempo todo.

Mas não conseguiremos mudar de uma hora para outra, o que devemos fazer é segurar nossa cruz assim como Cristo e entrar para o exercito da salvação sem o medo de ser crucificado.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Os caminhos da salvação


...
O reino do céus é um caminho possível a qualquer criatura, desde os mais afortunados quanto os miseráveis de bens materiais, mas seguir por esses percursos vai exigir do interessado, algo que somente ele pode ter, amor no coração.

Quando cita-se o amor em tudo que praticamos para atingir a salvação, logo imaginamos que amor é um mar de rosas sem qualquer defeito, nas demonstrações apaixonadas de afeto, quem dera realmente fosse assim, viveríamos num mundo completamente feliz. Mas o amor é um oceano de experiências, dentre essa vastidão esta no aprender a cada dia com o próximo dentro daquilo que tende a oferecer, nas suas limitações, nas suas falhas, defeitos e mesmo assim ter por esse semelhante o carinho e a atenção que podemos ofertar, não se limitando em nossas próprias prisões desnecessárias. Temos um coração capaz de romper todas essas correntes que não deixam a paz reinar e evoluir a cada tempo na tranqüilidade do espírito.

A salvação para o Reino do Céus passa por diversas etapas da evolução humana, dentre eles o entendimento dos designos do criador, não há qualquer caminho que seja o único nas nossas praticas cotidianas, mas o veiculo fundamental para entrar nessa estrada, é a caridade, o desprendimento, a atenção conosco e principalmente no amor, a verdadeira ação do bem supre qualquer entendimento das escrituras, pois há quem é desprovido do intelecto e de privação as leituras e suas praticas de bem a todos, o leva a salvação, quanto muitos que consideram-se ricos de culturas podem se perder e andar ao contrario do Reino. Por isso a ação é fundamental para que tenhamos o combustível essencial para a salvação.
...