quinta-feira, 31 de maio de 2012

A Orquídea


...

Diante de um enorme pântano, completamente dominado por lamas escorregadias que impregnam nossas botas, nossos pés, onde desejamos distancia, eis que surge uma das mais fascinantes formas de vida, a orquídea, em meio as sujeiras, eis que surge toda bela e cobiçada por toda sua beleza, exuberância e colorido.

Vivemos em uma sociedade impregnada pela violência, mentira, corrupção, pela intolerância, pelo desamor as criações do pai celestial, o amor a Deus e suas obras esvaindo, famílias destruídas pelas drogas cada dia mais fortes e destrutivas, crianças e idosos sendo violentados pelos próprios familiares, vidas sendo perdidas pela vastidão da impaciência e das futilidades, isso meus amigos é o pântano, o lamaçal que grande parte da sociedade se encontra, a quem diga que tudo isso acontece pela correria, à conquista a vida, pela lei da sobrevivência na grande selva humana. Sempre a vida nos proporcionou essa luta, violências sempre existiram, claro com menor proporção, os dias atuais não é diferente do que se foi, o que aumentou e para pior, foi, a ganância, a competitividade desleal, a força sobre saindo a inteligência. Esse é o grande pântano enlameado que nossa sociedade de entranham.

Devemos caminha em sentido contrario a essa realidade, lutar pela vida, pela evolução não é sobrepor ao próximo, situações que não gostaríamos de passar pelo mal alheio, devemos nascer em meio a todos esse lamaçal a orquídea que Deus e o mundo clama, sejamos o colorido em meio a toda treva, na amizade, no conforto, no carinho, na atenção principalmente com nossos irmãos,  as crianças protegendo-as, cultivando nossos idosos, aos animaizinhos inocentes que caminham à evolução depositemos neles todo amor, a natureza  e toda sua diversidade, tenhamos sempre uma palavra de carinho sempre a expelir e jamais deixe morrer dentro de nós essa maravilha que são os dons divinos de Deus agindo em nós, em prol ao nosso semelhante.

...

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Levanta-te


...

Jesus quando soube da morte de Lazaro se chateara e fora ao tumulo do amigo, ao chegar pediu que retirasse a pedra que fechava a entrada do sepulcro e invocou-o a sair, e Lazaro assim o fez, levantou e saiu a seu encontro.

Muitas mortes em nossas vidas são fruto das escolhas que nos colocamos, a tumba sem que tenhamos desencarnado do corpo físico, é a morte do coração, da sensibilidade, das ações que praticamos, a morte do amor; qual ser não se aprisiona em detalhes e gestos ao longo da vida e com essas praticas se entranham ao mais profundo abismo do vale do sofrimento inconsciente e consciente das ações, são os preconceitos que impregnam nossa alma, nossa existência, limitações que nós mesmos colocamos, frutos da grossa camada materialista que aprisionam nossas mentes, não enxergamos no próximo a figura de Cristo, na sensibilidade, no amor, na tolerância, no respeito e no desprendimento material, matamos nossa existências nesta morte eterna a cada dia.

Não é fácil conviver com as diferenças alheias, assim como as pessoas não são obrigadas a aceitar nossa natureza, cada um escreve no fabuloso livro da vida, sua historia, somos protagonistas de todas as ações que praticamos na certeza de findar na salvação. Para isso as prisões da alma devem ser lavadas e soltas no amor ao Pai Celestial, permitir a entrada da sua salvação em nossos corações e em nossas vidas. Mas saibam todos, Deus é muito maior que as nossas limitações, nos compreendem em nossas fraquezas, mas exige de todos nós, o nosso respeito a todas as criaturas possuidoras de vida.

Por isso não matemos nossa existência, fruto da inveja, da soberba, da ira, do egoísmo, do desalento ao semelhante em suas dificuldades, atendamos o chamado de Cristo que nos convida a sair desta tumba e ir ao seu encontro na salvação da eternidade. 

...

terça-feira, 29 de maio de 2012

Abusem da sabedoria do idoso


...
O ciclo natural da vida é, nascer, crescer, evoluir, envelhecer e voltar à casa do pai, quando nascemos somos preparados para um mundo diversificado, vamos aprender com nossos pais valores essenciais para toda nossa vida, crescemos aprendendo a cada dia com quem esta em nosso envolto, assim na evolução humana, passamos a aprender e a ensinar também, aprendemos a compartilhar diferenças, idéias, sentimentos, auxiliamos àqueles que necessitam de algo a qual nos é solicitado e aprendemos a fim de sanar as ignorâncias, envelhecemos trazendo as marcas das experiências vividas ao longo de uma existência, umas boas outras ruins, pois não há quem que deixe de experimentar de um ou de outro.

É muito bom podermos sentar a mesa, com a mãos firmes, a conversa forte e deleitar do que a vida proporciona, adquirimos com essas marcas valores insubstituíveis, somos formadores de opinião, idéias, jeitos, cada um de nós podemos servir de espelhos a quem nos segue e que esta por vir. A juventude, a vida forte é maravilhosa, assim como nossa vida, tudo se finda, nossa saúde e nossa força se perde com o tempo, não teremos a mesma disposição da idade de ferro ao qual usufruirmos, a mesma disposição para enfrentarmos aventuras sem limites, são condições do nosso corpo que proporciona a serenidade das ações praticadas. Feliz aquele que chega ao final dos tempos com disposição e saúde invejável, mesmo assim os limites do corpo será visível, a disposição diminui com o passar do tempo.

Um dia nossas mãos ficarão tremulas, nossas pernas não suportarão mais andar como um adolescente em busca do desbravamento da vida, muitos não conseguirão segurar suas necessidades fisiológicas, deixaremos de passear quando a saúde não era preocupante, mas algo jamais se apagará de nós, a experiência, a longa vida, os conhecimentos adquiridos não morrem, não caducam, pelo contrario temos a sabedoria o suficiente para ensinarmos e ate mesmo moldar a criança do futuro, e se não conseguirmos a força necessária para propagar as experiências, sempre haverá alguém para equiparar e concordar com que vivemos. A importância de cultivarmos boas ações, boas pessoas, boas amizades é fundamental para que tenhamos um tesouro incapaz de ser usurpado; a experiência e o conhecimento; todo idoso tem uma capacidade incrível de experiência, por isso devemos nos amparar e buscar a cada dia tomarmos para nossa vida as marcas dessas vivencias e jamais os desprezem e pratiquem sempre a paciência, pois um dia ocuparemos a mesma posição.  
...

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Pai e Mãe: Aproveitem.


A figura dos nossos progenitores é fundamental para o desenvolvimento de cada ser, quem é abençoado com a graça de guiar um ser à vida, recebe do criador a mais preciosa benção, a cibfiança,assim como Jose e Maria, foram confiados o filho do criador, assim devemos ver os nossos amados a essa Constância.

Quando nascemos somos recebidos com amor indescritível a ser medido por qualquer parâmetro de sentimento, e de qualquer ciência dos homens, um amor espiritual abençoando o nosso lar.

Ao longo do crescimento somos moldados conforme o amor e a proteção que nos despejam em nossas vidas, mas também desenvolvemos o nosso conhecimento universal e jamais deixando de basear nos ensinamentos passado. Há quem nasce no ceio familiar sem a figura física daqueles responsáveis pela vida que esta em desenvolvimento, seja pela separação temporária da morte, como pelas adversidades humanas e pelas limitações que a ocasião oferece.  Mas carregamos em nossa vida ingredientes dessa figura, quem teve a separação por alguns deles sofrida, não busque os motivos do fato, busque se amparar na vida que o pai celestial lhe proporciona, como todos parâmetros necessários para termos uma evolução abençoada. Muitos nascem e são separados imediatamente pela morte dos pais, onde outros seres em cumprimento a missão planejada pelo universo espiritual, são designados a moldar aquele ser humano, ou seja, ou pais do coração.

Toda figura que desenvolve o outro ser, seja os pais biológicos ou aqueles que por confiança são colocados na vida daquele que porventura se vêem desamparados pelo laços sanguíneos  são dignos do mais absoluto respeito.

A medida que crescemos nossos pais vão envelhecendo, perdendo a força física pelo avançar da idade, e jamais perde o amor que a cada momento perde, a preocupação para proteger, não perde a força do laço eterno, muitos vezes não compreendemos a sua preocupação e os confrontamos,  simplesmente pelo amor universal.

Muito desses confrontos levam ao abandono, levam as inimizades por não entenderem, pela incompreensão, pela intolerância, que muitas vezes é adquirida longe do seio sagrado, para desbravar o mundo é necessário compreender nossos amados pais, compreender que o mundo oferece obstáculos, oferecem armadilhas que somente o coração de amor é capaz de perceber.

Um dia partem da nossa convivência pela lei natural da vida, e voltam ao mundo espiritual, com missão cumprida, deixando para nós a responsabilidade de conduzir o bem na Terra. Mas ame-os sem fronteiras, aproveitem cada momento em aprender com sua evolução, valores capazes de perpetuarem na herança do caráter, do bem e do amor ao próximo, quando seu corpo físico começar a falhar, o ampare, quando suas mãos começarem a tremular, segure com firmeza, quando as vistas embaçarem, guie-os, pois eles fizeram isso por você sem reclamar e fariam quantas vezes necessitarem. Aproveitem ao Maximo. 

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Perdoai as nossas ofensas como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.


...

Deus em sua mais perfeita obra, nos enviou a oração mais completa através de seu filho Jesus, a que nominamos de Pai Nosso. É a mais perfeita e completa conversa que temos com o pai, em toda sua extensão há passagens para a nossa salvação, assim como a pratica do perdão, o ser humano é recheado de muitas bençãos, atitudes, ações, sentimentos, uma adversidade dentro de uma vida, que estendemos aos nossos semelhantes.

Quando vivemos na diferença, sempre seremos testados no nosso próprio equilíbrio, a importância da nossa grandeza em Cristo, esta na habilidade de conviver com todo esse universo. Encontrar a grandeza dentro do santuário da alma, é um motivo de busca, a certeza de caminhar dentro da estrada do Reino.

Dentre as diferenças esta na paciência de aceitar que nosso semelhante tenha sua historia, e muitas vezes seremos confrontados dentro do próprio mundo que habitamos, com essas adversidades enrugamos com nossos irmãos, onde nasce sempre a discórdia,  as inimizades, frutos de preferência do maligno, trazer a desarmonia entre todos. Em muitos casos cometemos muitos equívocos, deixamos de conviver com pessoas que nos faz bem, em nome de um orgulho que nasce em nossa consciência e prejudica nosso espírito na busca do bem, deixamos de perdoar as diferenças, as fraquezas, não observamos a caridade que podemos praticar para conviver com harmonia, não exercitamos na plenitude do perdão a quem nos faz algum mal. 

Por maior que o mal nos atinja, devemos trabalhar o perdão na genuidade do coração, de certo que dependendo da forma que nos atinge, essa pratica pode-se de esvair do nosso coração, formando em si a nuvem negra da imperfeição e do abismo da magoa. O mal que nos atinge, tem por objetivo nos ensinar a pratica do perdão, tem como finalidade preparar nossa alma para a sublimidade da existência, quando abrimos nosso coração para o perdão, trabalhamos melhor a convivência com essas avarias da existência humana, estamos criando uma camada angelical de salvação da encarnação que nos encontramos.

Se for difícil buscar essa fonte de vida em nosso coração, da consciência, se o perdão parecer impossível de praticar, coloque – se sempre do lado desvantajoso da situação e veja se o perdão fosse pedido por você, será que não gostaria de beber desta água pura? A caminhada esta livre para todos, então comecemos desde já e façamos do mundo o reino de Deus.

...



quinta-feira, 24 de maio de 2012

REINO DO CÉU esta ao alcance de todos.


...
O homem ao longo da sua existência almeja entrar no reino do céu e esta junto com Cristo ao lado do Pai, um desejo possível para qualquer ser, mas difícil. Pode parecer essa colocação aos olhos de muitos impossível, uma utopia, quem acredita nesta vertente é porque não tem o coração e a caminhada pronto para alcançar o norte da salvação, mas o criador em sua infinita misericórdia acredita que podemos mudar, e esta ao seu lado.

Para alcançar o sonhado Reino, devemos conquistá-lo começando pelo nosso coração e nossas atitudes , salvando nossa existência na pratica para com o próximo. Para alcançarmos nossa caminhada rumo a salvação eterna, primeiro passo é esquecer de nós e pensar no seu semelhante. Ora, agora mesmo dissestes que para ter a salvação começamos por nós e agora diz que para alcançar a salvação, devo me esquecer e pensar no próximo, não é incoerente? Quando afirmo que para alcançar o reino, devemos começar por nós e para isso devemos nos esquecer e pensar no semelhante, é porque, cuidar de nós é muito fácil, nos tolerar é fácil, difícil mesmo é se preocupar com nosso semelhante com  as diferenças e fazendo de cada um o instrumento de paz,  quem acha que devemos nos preocupar somente com próprio bem estar, na verdade esta cometendo um ato de egoísmo e não sendo coerente para com as lições do nosso pai e do mandamento maior do Nazareno, amai uns aos outros como a si mesmo. A maior prova de amor à humanidade foi dada pelo Cristo, que morreu em nossa salvação, foi humilhado, agredido, zombado, morto e sepultado, e aos seus algozes, pediu o perdão àqueles que não conheciam o propósito do criador. 

Assim somos quase todos, vemos somente o bem estar egoístico, raramente pensamos que podemos ser melhor olhando pelos nossos irmãos , amando o em toda sua plenitude, quando digo amar não é demonstração somente de afeto e sim de todas as atitudes de auxilio, seja na alegria e principalmente na tristeza, na palavra confortadora, na presteza das dificuldades, usando dos seus ensinamentos e conhecimentos instrumento de perpetuação, olhando para um animal que caminha à sua própria sorte, com fome e frio, dando lhe a atenção que daria a um humano, as plantas que oferece  a fonte da vida, os rios que nos oferece o alimento para a sobrevivência, os frutos das nossas arvores que alimentam o bem mais sagrado do homem, a vida.

Colocar dentro de nossos corações vestígios de amor, de compaixão, de tolerância, de desprendimento, interesse ao próximo, caminhando como Cristo nos instruiu através das suas palavras e ações, estaremos caminhando para alcançar a perfeita oferenda, a mais pavimentada estrada da salvação, rumo ao Reino de nosso pai amado.  Engana-se que essa estrada terá somente beleza, haverá muito mais provações, na dor, no sofrimento, em situações que colocaram nossa fé em xeque, como a injustiça que achamos que vamos sofrer, em muitas situações encontraremos atalhos crendo ser o melhor a fazer, e a forma mais rápida de alcançar o reino, em primeiro plano os atalhos oferecerem um conforto  ilusório, superficial, lembre-se de Cristo no deserto durante 40 dias e 40 noites, sendo atentado pelo maligno que oferecia bens vazios, mas o filho do homem soube expulsa-lo, crendo na providencia e designos do pai. As tentações que nos consomem, e sempre nos obriga a retornar à estrada para novamente recomeçar a caminhada, devem ser expulsas como fez Jesus das nossas existências. 

Podemos alcançar o Reino de Deus, basta colocar os ingredientes necessário em nossas vidas e prestar atenção para não nos perdemos na ilusão do mal, pode-se parecer difícil, impossível, mas onde esta a fé em Deus que sempre dissestes ter?
...

terça-feira, 22 de maio de 2012

Evoluir sem interesse


...
A evolução da nossa existência é um fator determinado pelos planos divinos, monitorado por um mundo espiritual que nos acompanham incessantemente por onde caminhamos, quando somos encaminhados a encarnação, temos o plano missionário para com o semelhante, assim como a própria evolução da alma. 


O corpo é um instrumento de sustentação do espírito nas ações que praticamos no dia a dia, muitos desacreditam por não conseguir enxergar o que há diante dos olhos do corpo, mas essa invisibilidade existe para que nosso espírito caminhe sem que seja influenciado pelo instrumento do interesse de que, as ações que praticamos não seja artificial, ou seja, aproveitando-se de interesse para que se pode ocorrer diante das escolhas que fazemos, o espírito tem que ser genuíno, ser imaculado, longe de qualquer interesse de agir na esperança e na ilusão de algo que possa acontecer com sua existência.

Há quem age querendo se livrar de uma dimensão chamada umbral, a ação que praticamos com essa expectativa, acaba-se cometendo a pratica interesseira da vantagem e promoção individual, ou seja, o egoísmo; vou ajudar para não ir para o umbral; com esse interesse sua ação se perde na verdadeira pratica que deva se cumprir.

Qualquer atitude para com nosso semelhante deve ser feita com o coração e a consciência livre de qualquer promoção. Um professor que ensina uma criança ler a escrever, não quer ali buscar naquele aluno algo de sua promoção egoística, quer que ele propague seus ensinamentos, podendo sim haver o interesse financeiro para sua sobrevivência, afinal, todo merecimento se conquista através do trabalho, mas esse professor ao ensinar a criança, estará promovendo sua existência de evolução, mas o faz sem o interesse de ir para o céu ou para o inferno.

Ao longo da encarnação deparamos com várias pessoas que nos auxiliam, pessoas que fazem parte do nosso precioso livro da vida, cada capitulo, deixamos para trás essas pessoas que nos são fundamentais, se a deixamos, é porque sua missão foi cumprida, e o valor passado permanece. Assim é o auxilio que prestamos ao próximo, que deve ser cumprida desinteressadamente de qualquer bônus espiritual. Novas pessoas serão fundamentais para que haja a evolução, por isso trabalhe para que o nosso maior tesouro se propague, o ensinamento e a existência.
...

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Multiplicação do bem


...
Vivemos no mundo uma desigualdade enorme, enquanto uns tem mais outros nada, o desperdício, principalmente dos alimentos é assustador no mundo, no Brasil toneladas são desperdiçados diariamente nos aterros sanitários, famílias abaixo da linha da miséria vêem os caminhões do lixeiro como a esperança de algo para comer durante o dia, não importando com as bactérias e as insalubridades que os alimentos produzem, é a lei da sobrevivência, de conseguir acordar mais um dia de esperança . Não somente no Brasil, mas o mundo traz o mal dos homens, o egoísmo, a despreocupação com o próximo, a soberba, o acumulo de riquezas e com isso o resultado catastrófico na humanidade, principalmente nas potentes nações abastarda do planeta.

O mundo é comandado pelo homem, o criador confiou em nós o poder de igualar e amenizar a miséria e a desigualdade, nos deu a autoridade de decidirmos sobre a condução dessa realidade, mas muitos desconhecem essa responsabilidade, estamos num planeta medíocre, enquanto vidas são perdidas pela fome; pois não podemos de imediato sondar os designo do criador para entender porque o mundo nos mostra essa face; mas uma certeza que temos, é de nos sensibilizar, pois ao nosso lado, nos nossos bairros, cidades, país, enfrentamos essa realidade que nos instigam na sensibilidade de enxergar e ver que podemos sermos melhores sempre. Não nos cabe ignorar os fatos de quem bate a porta em busca de um pouco de sobrevivência, infeliz quem tem a mentalidade de que não são capazes de mudar o mundo pela ação que pratica, mas cada um de nós fazendo sua parte para amenizar, já ganhamos uma dimensão espiritual e existencial maior do querer salvar o mundo inteiro, o mínimo que para nós seja insignificante, para quem recebe é o Oasis da sobrevivência, por isso não enxerguemos a realidade com olhar pequeno, pois a grandeza não se mede pela quantidade e sim pela ação, Cristo multiplicou os 5 pães e 2 peixes, pouco ao ponto de vista de quem tem a visão limitada, mas para o Nazareno com a sensibilidade do bem e as orientações de Deus, soube usar desse pouco, motivo de fartura, por isso, devemos multiplicar nossas ações do bem. 
...

quinta-feira, 17 de maio de 2012

O Cão e a Menina


...

Luiz e Ana eram recém casados e viviam numa casa de padrão mediana, com eles viviam Rex o cachorro de estimação do casal, cão fiel, carinhoso, da raça popularmente classificado como vira-lata, os meses foram passando e Ana engravidou, passados os nove meses, chegou ao lar Carolina, uma criança linda, bem saudável, alegria do casal, com o nascimento da pequena Carol; Rex ficou em segundo plano, tratavam-o bem, mas o xodó de antes extingui-se. Carol foi crescendo e começou a engatinhar e a ter vontades, ate que pela primeira vez conhece Rex e nasce entre eles uma amizade cristalina, pura, feliz, Carol sempre brincava com o amigão, e ate dormia em seu corpo, sendo acariciada com seus lambidos . Luiz e Ana, nunca se importaram com a amizade,  o cão jamais se mostrou agressivo, pelo contrario. Os amigos que sempre os visitavam, ate mesmo os familiares, sempre alertavam o casal pela aproximidade entre o cão e a criança, eram alertados quanto a irracionalidade do animal e que poderia em algum momento machucar a pequena Carol , mas o casal sempre ignorava.

Numa tarde de sábado, o casal se recolheu para um descanso, enquanto Carol se distraia e dormia com Rex, nessa época já com 3 anos de idade, o amor era cada dia mais intenso, e de repente o casal escuta um latido diferente de Rex e Carol começa a chorar com intensidade, Luiz vai ate o local e vê a criança deitada no chão e sangue em volta e também na boca de Rex e sem pensar com um facão que estava no tanque e num ataque de fúria defere um golpe mortal em Rex, e corre para acudir Carol, que esta sem machucado e apenas assustada, e ao ir até o quintal,no rastro do sangue, vê uma cascavel completamente dilacerada pelo ataque do fiel cão. Ao recobrar a calma Carol diz, “papai o Rex pegou esse bichão que tava quase me atacando, assustei “ e ela pergunta ao pai, “ papai onde ta o Rex, quero agradecer ele”. Nessa hora Luiz ajoelha-se diante do corpo do animal e chora mais que a própria filha por tamanha injustiça que cometera.

Resumindo essa triste história, muitas vezes somos alimentados pelos preconceitos de um padrão socialmente correto, com isso alimentamos uma grosseira camada de injustiça, devido escutarmos sem buscar a verdade, com isso cometemos atos que possamos nos arrepender e condenar a alma  num sofrimento que jamais poderá se apagar da mente, por isso, sempre que alguém deferir algum comentário sobre outras pessoas, ou até mesmo situações que não conhecem, pense bem, absorva a informação, guarde os detalhes e busque filtrar e excluir o mal e manter o bem que fará de nossas almas a leveza que necessitamos para aconchegar nossa consciência no travesseiro da eterna tranquilidade. 

...

quarta-feira, 16 de maio de 2012

O Descarte

...
Nossa, a janela esta com defeito, vamos chamar o vidraceiro para arrumar, mas enquanto isso não podemos abri-la, vamos colocar um aviso para não acontecer acidentes. O vidraceiro chegou, a janela é essa moço, a sim, e esse aviso, por jogar fora? Pode sim, não serve mais. 

Muitas vezes não observamos quantas pessoas descartamos do nosso convívio por não conhece-la melhor, as vezes descartamos situações, oportunidades em nossas vidas, por orgulho, preconceito, preguiça, assim muitos levam suas encarnações, usam por um instante de um benefício, depois que não precisam mais, descartam. A improvisação faz parte do cotidiano de todos os seres, ao longo da existência nos deparamos com situações que temos que usar de recursos rápidos para atingir um objetivo duradouro, um desses improvisos esta na conquista de benefícios, seja em qual natureza for, uma pessoa ruge é capaz de engolir todo seu orgulho e se fazer de cavalheiro para que possa conquistar um amor, um emprego, algum bem material, após conquistar volta a ser aquele irracivel de sempre, descartando aquele bem momentâneo ao seu semelhante. 

Não ha como se beneficiar de um bem que deveria ser dever de todos e simplesmente descartar após atingir sua meta, esses descartes muitas vezes levam a um sofrimento de caráter, de convívio, se fantasiando de uma bela mascara e após a descarta revelando assim uma verdadeira face negativa, devemos valorizar tudo e a todos, escutar a voz das pequenas coisas que elevam nossa alma, seja num animal, na beleza de uma paisagem, no sorriso inocente de uma criança, jamais descartando as minimas situações da vida, afinal, o poder das pequenas coisas é que faz com que as grandes sejam destacadas, preencher todas as lacunas da vida, os instantes vazios, faz parte do caminho à felicidade.

...

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Anti-Cristo já presente entre nós

...
Muitos falam da vinda de um Anti-Cristo que ira perder as almas, ao observar o nosso redor vimos que ele já esta presente entre nós, pois não é somente um ser quem agirá contra nós, é mais ainda, nossas atitudes, como o aumento da criminalidade fútil, são as impaciências contra o nosso semelhante, as drogas que perdem nossas crianças e jovens, as aberrações cometidas contra a crianças em meio a pedofilia por aqueles que seriam norte de confiança sendo os principais e piores algozes dessa criminalidade, a prática sexual sendo lidada com banalização por todos, filhos cometendo crimes contra pais e vice versa, o valor de moral da família em frangalhos na sociedade. 

Não há como explicar o que motivou a vinda do Anti-Cristo presente em nossa sociedade, pois o coração do Cristo é totalmente contrário a essas ações praticadas no mundo moderno, muitos permitem que o mal haja sobre suas vidas, não se esforçando o mínimo para viver no bem, pois não é sacrifício nenhum viver com o bem, é claro que muitas vezes, vivendo o bem, muitas tentações nos faz querer desviar deste caminho, criando muitas vezes atalhos que a principio pode melhorar as condições da estrada, mas em sua maioria esses atalhos não vem como a melhor opção, a sua aparência confunde-se com o bem e com isso perde-se a essência da alma e da existência.

Somente as ações individuais e de interesse ao semelhante poderemos expulsar o anti-cristo do mundo, a luta não é fácil, ainda mais que fora permitida a sua inserção na sociedade mundial, jamais devemos desanimar e se entregar por achar que sua astucia e poderio seja incombatível, pelo contrário, as armas estão na vida e no coração de cada irmão, querer mudar essa realidade e expulsar de uma vez por todas o Anti-Cristo é um dever de cada um e nos protegendo nas armas de Cristo.

... 

terça-feira, 8 de maio de 2012

Ignorância, a chave da Sabedoria.

...

Quando admitimos a ignorância abrimos a oportunidade para a sabedoria, com essa frase do filosofo Sócrates retratamos a realidade do ser humano, quando nascemos nossos progenitores nos ensinam a falar, a andar, a se portar como pessoas de bem, por isso nada sabemos até nos ensinar. 

Assim é no desenvolvimento intelectual e humano na sociedade, quando somos chamados de ignorantes não devemos encara-la como ofensiva, pois todos os seres são ignorantes, dominamos determinados assuntos, mas desconhecemos uma vastidão de vertentes que o mundo nos encaminha, muitos traduzem vários idiomas, mas nem todos, muitos conhecem da medicina, mas desconhece de outras áreas fundamentais, uma cozinheira sabe muito bem como preparar os alimentos, mas desconhecem outros campos de intelectualidade, enfim somos eternos aprendizes e eternos ignorantes, onde em nosso caminhar estaremos buscando a evolução da própria existência.

Por sermos ignorantes que temos que buscar evoluir nas informações e até mesmo no lidar com o próximo, assim como um recém nascido, onde não consegue expressar a sua vontade e a dor, fazendo com que muitos pais se desdobrem a descobrir sua vontade, no caso da dor, a necessidade na buscar no auxílio de um médico para esclarecer a duvida para com o fruto de seu ventre.

Há uma grande confusão da ignorância para com desrespeito, deter o desconhecimento é natural, o que muitas vezes é desrespeitado por uma maioria que se diz detentora de maior conhecimento pelo qual lhe foi peculiar a oportunidade, muitos de nossos semelhantes que caminham para a evolução deve ter o mesmo respeito por aqueles que conhecem maior os horizontes da informação.

Muitos de nossos irmãos por limitação de poderio econômico é capaz de adquirir uma superioridade de conhecimento do que aqueles que tem curricularmente uma capacidade de estudo maior, porque a vida não é uma constante de quem detém mais, tem o melhor conhecimento, todos somos capazes de adquirir informações  sem mesmo frequentar um banco de escola, como ocorre com uma boa parte da população mundial, é evidente que o estudo e a educação é fundamental para qualquer nação, pois somente na educação abriremos as portas para a solução das mazelas mundial, muitos da detenção do conhecimento passa pela experiencia de vida.

Quem almeja alcançar o sucesso deve começar com a informação e a solução para a própria ignorância para adquirirmos a sabedoria.

...

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Fora da caridade não há salvação

...

Quando fala-se caridade, logo visualizamos a ação do ofertar algo material a um irmão necessitado, não estamos errado em pensar nessa vertente, mas caridade é um vasto campo onde muitas vezes nossa visão limitada se prende do que realmente é caridade e o que há dentro deste universo, toda forma de servir é uma benção. Quando nos colocamos a disposição e o coração aberto à caridade, temos que nos desprender de muitas vaidades, entre elas: o reconhecimento pela prática, a promoção pessoal, elogios, preocupação para quem desdenha desse bem. 

Um homem bom trabalhador, profissional exemplar, é acometido por uma doença grave em sua casa através de sua esposa, que sofre de uma doença em fase terminal, logo a preocupação se reflete na qualidade de seu serviço, quem não conhece, diria que sua atitude esta de uma pessoa relaxada, descomprometida e até mesmo preguiçoso, é indiferente aos olhos de quem não conhece a sua real situação. A caridade deve agir no sentido em buscar conhecer o mundo daquele ser, o que aconteceu para que sua produção caísse drasticamente, e buscar compartilhar a sua dor e dizer palavras de conforto e não previamente condena-lo.

Na escola o aluno começa a decair nas matérias, seu rendimento cai, os colegas logo acham que isso faz parte do relaxamento e da malandragem em não estudar, não conhecem a limitação desse colega no entendimento da matéria, e o condena pela sua ignorância frente ao desconhecido. A caridade nesse sentido, deve agir no auxílio, quem detém melhor conhecimento, auxiliar aquele em dificuldade, estendendo sua atenção ao ensinar, pois uns tem maior facilidade na captação do que outros, pois esse que possui maior conhecimento e não há a caridade de auxiliar, poderá no futuro se vê diante da ignorância e não deparar com pessoas de boa vontade à esclarecer.

Um animal que esta faminto na rua, mal tratado, busca lutar pela sobrevivência através dos alimentos e encontram pela sua frente agressões de boa parte dos homens, os animais caminham para a evolução humana, são nossos irmão ditos "inferiores" que são dignos do nosso maior respeito, a caridade age nessa vida, auxiliando contra sua fome, contra a má saúde, pois os animais é criação de Deus, como são ditos  inferiores, os humanos devem mostrar sua racionalidade para que tenham uma vida digna.

Um sorriso que é dado a um irmão infeliz, é fluidos de caridade, uma palavra positiva a quem esta conquistando seu lugar no campo profissional, uma carona que oferece a um irmão que esta desprovido de condução mais ágil, defender a quem se sente injustiçado pela injustiça, paciência para com os enfermos, idosos, crianças, na ignorância do irmão no conhecimento, nas ações, dar de alimento a quem bate a porta em busca de sobreviver a mais um dia, tudo são prodígios de caridade, que se alastra por esse oásis que se forma a vida em nossa obrigação para com Deus que nos confiou a dádiva da vida.

Se desejamos um mundo melhor para se viver, começamos pelo universo da própria alma, buscando a salvação da existência.

...