quinta-feira, 19 de abril de 2012

Preconceito às diferenças e superação dos iguais

...

Estamos vivendo em uma sociedade onde o paradigma do padrão social se diz desestruturado pela invasão da exteriorização dos sentimentos individuais, muitos deixando a mascara do padrão cair, e revelando o sentimento, vemos isso nas manifestações até então excluídos do padrão dita normal pela sociedade.

Ao longo da existência a mulher sempre teve papel fundamental na estrutura familiar no cuidado na educação do lar, criação dos filhos, mas restrita à sociedade, principalmente no exercer das atividades profissionais e expressar o que pensa, ao longo do tempo foram se desbravando e conquistando seu lugar, ainda há muito que vencerem, mas ocupam posições de destaque e até melhor que o homem.

O negro, sempre ao longo da história, fora considerado por muitos "feudais" como maquinas e não serem humanos, ainda há muita exclusão por parte de uma minoria, mas os negros vem também se firmando na sociedade e mostrando que detém melhores capacidades para com o mundo.

O Homossexualismo na sociedade expressada com mais força nos tempos atuais é a manifestação de sentimentos que sempre existiram no mundo, são irmãos como todos, assim como queiramos que aceitem nossas escolhas, devemos aceitar as escolhas do nosso semelhante.

Enfim, toda manifestação pessoal de um ser ou de uma classe devem ser respeitado por todos, saber lidar com as diferenças dos padrões da sociedade, tendo respeito para com o seu semelhante é ter grandeza de sentimento e evolução da vida, até mesmos as escolhas individuais tendo em vista o padrão social, serão questionados e até mesmo achincalhados, mas Deus é muito maior que esses preceitos humanos, ele quer que o homem cumpra seu dever para com o bem estar entre os povos; preconceito é falta de respeito do homem e não do Criador, quem está em diferença com o padrão, mas cumpre seu papel de bom cidadão, às escolhas pessoais são individuais, e ninguém tem o direito de impor nada contra a própria vontade. 

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário