domingo, 29 de abril de 2012

Nossa escolhas, nosso patrimônio.

...

Durante toda existência da humanidade vimos as pessoas se preocupando com a natureza do próximo, seja em todos os campos, pessoais, profissionais, amorosos, entre vários meios, Jesus em sua passagem na terra deixou o seu mais sublime mandamento: Amai uns aos outros como vós amei. 

Esse mandamento deve esta presente em nossos corações, assim como a preocupação para com o próximo, mas o que vemos durante todo esse tempo é o poderio de uma minoria sobre uma grande massa, pessoas que se dizem portadoras da verdade. Por isso o que foram vivenciados por nossos antepassados refletem em nossas vidas até os dias atuais, pessoas querendo viver a vida do seu semelhante como sua verdade fosse imperadora da mesma, é discordante totalmente, como irmãos devemos compartilhar sentimentos, dores, alegrias, segredos, enfim uma infinidade de apreço para com nosso semelhante temos o dever de se conviver.

A felicidade passa por diversas etapas na vida, somente quem a busca, saberá como desfruta-la, como os pais que em seu amor sublime, defende sua cria para contra todo o mal, muitos até desejam viver essa felicidade para com os seus, não pode-se condenar, ao contrário, o que seria de nós sem o amor dos nossos pais, mas a felicidade plena esta no coração de cada um, onde ninguém consegue ter acesso, apenas compartilha-la , as escolhas dentro das buscas, esta também a proporção da reta, se for o caminho enveredado para o mal, o resultado somente será o mal, se a busca incessante for para o bem, será colhido os frutos dessa escolha. 

Somente Deus tem a autoridade para nos condenar pelos nossos atos e ações, nem mesmo os juízes da terra tem essa autoridade, podem ter para com as leis humana, jamais para com as leis divinas que conduzem nossa alma e nosso caminhar. Deus sempre nos envia anjos a nos observar, seja a mãe, o pai, os amigos, o desconhecido, os animais a nos precaver para com nossos desejos e assim reconduzir para a sua estrada misericordiosa.

Vemos sempre pessoa brincando de sentimento de Deus, condenando os nossos irmãos como fossem da vontade do pai, diante dessas escolhas, perdoe-me as autoridades religiosas de todos os segmentos, Deus esta acima de qualquer limitação da condução humana, o que para alguns é ruim para os olhos do criador é certo. Claro que o criador não comunga das coisas erradas que perdem as almas do verdadeiro caminho do bem, por isso quem escolhe essas alternativas tem seu livre arbítrio respeitado, mas respondendo conforme essas escolhas. 

Tudo que passamos de bem ou de mal, mesmo que não praticamos atos condenáveis, devemos passar por isso. Algum motivo que somente o criador sabe. Que servira para a nossa evolução como criaturas em desenvolvimento, se temos deformidades no corpo físico é porque ele entende que nossa evolução passa por essa etapa, se somos privamos de informações e passamos privações materiais é porque a nossa evolução também passa por essa etapa e devemos agradecer a oportunidade de crescer em seu reino e sermos criatura dignas de esta ao seu lado na eterna juventude do espírito. 

Aos afortunados são dados meios para olhar seu próximo e acolhe-lo na medida que supra suas privações, infelizmente poucos conseguem ter essa sensibilidade e perdem sua alma na vastidão do deterioramento de sua existência e perdem a oportunidade de entrar no reino do pai pela porta estreita que somente é privilegio de poucos. A nossa evolução passa por diversas etapas, tenhamos a confiança no designo do nosso pai e cresçamos na sua eterna misericórdia.

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário